CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

domingo, 22 de agosto de 2010

Liberdade para o reverendo Han Sang Ryol

O pastor sul-coreano Han Sang Ryol é um conhecido pacifista e incansável lutador pela reunificação da Coréia. O pastor visitou a República Popular Democrática da Coréia para participar das comemorações do 10º aniversário da publicação da Declaração Conjunta de 15 de Junho, expressando assim a vontade das massas populares sul-coreanas em verem uma pátria reunificada. Ao voltar para a Coréia do Sul, foi preso pelas autoridades locais e enquadrado na brutal “lei de segurança nacional”, podendo até mesmo ser executado pelo estado fascista sul-coreano.

3 comentários:

  1. Isso não é dito na mídia burguesa. depois capitalista defende "democracia" e "liberdade de expressão". hahahaha Democracia para a burguesia(minoria), liberdade para a burguesia(minoria), essa é a verdade!

    Bom, que a vontade do povo seja feita! Pois é a camada majoritária da sociedade que move a história

    ResponderExcluir
  2. Na Coréia do Norte isso significa ditadura. Por quê na Coréia do Sul não significa?

    Lamentável.

    ResponderExcluir
  3. A questão principal é que a midia mundial é extremamente hipócrita, difamam um governo, mas dão apenas um lado da moeda, sem contar que propagam ódio da mesma forma que se fazem de vítimas. A questão principal no mundo é aceitar a diversidade, os EUA acusam sempre outros países de criar bombas atomicas para uso terrorista, mas todos deveriam lembrar que os únicos que usaram bombas foram os EUA.

    Para isso existe a internet, para nos mostrar fatos que a grande midia não mostra.

    ResponderExcluir